.................................................................................não tirem o vento às gaivotas

02/06/2017

deambulações noturnas XVII




ran ortner




tratado simplificado de uma amizade magoada - e assim chego às 6 da manhã escondendo o sono atrás de cada palavra sentida - ousadamente vou  escrevendo noite após noite este tratado que vale mais do que um abraço perdido para sempre - afinal tudo o que é desilusão não passa de um pedaço de terra desabitado. uma porta fechada para um quarto vazio - nenhuma corpo merece uma dor que é perda por mais defeitos feitos ou desfeitos


Sem comentários:

Enviar um comentário