.................................................................................não tirem o vento às gaivotas

31/07/2011

cadáver





lucian freud





quando escrevo fico assim: sem alma. sem sorriso. sem olhar. sem saliva. só tenho ouvidos para  johann sebastian bach [orchestral suite no. 3]. a música antecipa a morte das palavras – sei que palavras morrem quando as separo do corpo que as guarda – escrevo como andorinhas fazem ninhos. uma palhinha daqui. uma folhinha dali. uma gotinha. um pedacinho de chuvinha. uma varanda protegida do vento norte e por fim o verão a dizer que tudo terminará com o outono – partem como palavras ao encontro de calor. de tempo. que se repete num outro lugar. uma outra varanda. um novo abrigo – a mesma forma de voar – na terra o mesmo jornaleiro. cava-a sem saber se planta uma semente ou a morte – encontrar palavras é dor – descobrir a palavra que é mais palavra deixa a boca sem ar. os dedos envelhecem. suspiram. suam. gritam. pedem clemência [não sou escritor]. agonizam. vomitam. depois caem as unhas. de seguida o cabelo. os olhos. a carne  e por fim surge um esqueleto que não conheço – sou eu nu. complemente nu e vocês a verem tudo em mim – eu sou como palavras mortas –



4 comentários:

  1. Meu nome é Adriana, sou poeta, escritora, e Gostaria de convidá-la a uma chance todo mês de ganhar livros; no més de agosto teremos oito livros sorteados entre os seguidores do meu blog, e em setembro, 9. Esta é uma iniciativa para incentivar os novos autores que são considerados anônimos pelas grandes editoras; para participar, siga o blog e deixe um comentário -"quero participar da promoção dos novos autores!"
    Um abraço e parabéns pelo texto e pelo blog!
    Adriana

    adrianavargas.ocadv@hotmail.com

    Obs: meus livros, sem frete, ficarei feliz se adquirir algum e prestigiar uma nova autora http://www.bookess.com/profile/adrianasph/books/

    ResponderEliminar
  2. obrigado pela visita ao meu blogue – visitarei o seu espaço e terei todo o gosto em saber com que palavras é feita a sua escrita - beijo adriana

    ResponderEliminar